ICEx UFMG - Notícias
Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

A trajetória da professora Raquel Minardi, do Departamento de Ciência da Computação do ICEx, é destacada no terceiro episódio da série Mulheres cientistas produzida pela TV UFMG. Sua pesquisa envolve as áreas de bioinformática e biologia computacional, em uma parceria entre ICEx e ICB.

Por meio de algoritmos e programas, a pesquisadora busca soluções computacionais para questões da saúde e da biologia, como é o caso da engenharia de biocombustível de segunda geração.

Confira o episódio clicando aqui.

Lançada em outubro, a série da TV UFMG tem o objetivo de contribuir para a reflexão sobre as questões, dilemas e desafios enfrentados por mulheres que fazem pesquisa no Brasil. O primeiro episódio focalizou a trajetória da professora Nilma Lino Gomes, da Faculdade de Educação, e o segundo contou a história de Aline Miranda, do ICB.

Publicado em: Teses
Avalie este item
(0 votos)

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação tem a satisfação de convidá-lo para a Defesa de Tese:

 

A Thorough Exploitation of Distance-Based Meta-Features for Automated Text Classification

Sérgio Daniel Carvalho Canuto

 

Classificação automática de texto é uma das aplicações fundamentais do paradigma de classificação supervisionada, sendo indispensável para diversas tarefas, como categorização de notícias, organização de bibliotecas digitais, construção de diretórios da web, análise de sentimentos e detecção de spam. Embora o algoritmo de classificação por

si só desempenhe um papel importante nas tarefas de classificação, os atributos usados para representar documentos podem ser igualmente importantes para determinar a eficácia da classificação. Neste trabalho, propomos novos meta-atributos baseados em distância entre documentos capazes de fornecer evidências discriminativas para a classificação, bem como novos mecanismos para analisar e selecionar meta-atributos. Além disso, fornecemos contribuições adicionais para aprimorar a eficiência e a eficácia na utilização de meta-atributos por meio do enriquecimento de meta-atributos com dados rotulados e de análise de sentimento.

 

Comissão Examinadora:

Prof. Marcos André Gonçalves - Orientador (DCC - UFMG)

Prof. Thierson Couto Rosa - Coorientador (INF - UFG)

Profa. Gisele Lobo Pappa (DCC - UFMG)

Prof. Rodrygo Luis Teodoro Santos (DCC - UFMG)

Prof. Pável Pereira Calado (INESC - ULisboa)

Prof. Alexandre Plastino de Carvalho (IC - UFF)

 

22 de Novembro de 2019

08:00h

Sala 2077 do ICEX

 

 

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

É com extremo pesar que o Departamento de Ciência da Computação (DCC) e o Instituto de Ciências Exatas (ICEX) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) comunica o falecimento do nosso aluno Christiano de Souza Oliveira, que cursava o 1º período do curso de ciência da computação.

O DCC-ICEX-UFMG, por meio de sua chefia, professores, funcionários, colegas e comunidade, lamenta intensamente esta fatalidade e neste momento de perda e dor, transmite os nossos sentimentos aos familiares, amigos e colegas.

Que o tempo e as recordações dos momentos felizes vividos com o jovem Christiano possam apaziguar a grande tristeza deste momento.

Convidamos a cada professor de nosso Instituto a fazer 1 minuto de silêncio nas suas aulas desta semana como homenagem ao Christiano e momento de reflexão.

Cordialmente,

Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis - PRAE/UFM
Diretoria do ICEx/UFMG
Chefia do DCC/UFMG e Secretaria do DCC/UFMG
Colegiado do Curso de Ciência da Computação

 

 

 

 

 

 

Publicado em: Teses
Avalie este item
(0 votos)

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação tem a satisfação de convidá-lo para a Defesa de Projeto de Tese:

 

Scalable and Precise Dynamic Reconstruction of CFGs

Andrei Rimsa Álvares

 

The automatic recovery of a program’s high-level representation from its binary version is a well-studied problem. However, most of the solutions are based on purely static approaches: the bytes of an executable back are converted into control flow graphs (CFGs). This proposal shows that a dynamic analysis can be effective and useful as a standalone technique, and as a way to enhance the precision of static approaches. The experimental results provide evidence that completeness is achievable on many functions from industry-strong benchmarks. Experiments also indicate that it greatly enhances the ability of

DynInst to deal with code stripped of debugging information. These results were obtained with CFGGrind, a dynamic CFG reconstructor. CFGGrind recovers the complete CFG of 41% of Spec Cpu2017's procedures. When combined with CFGGrind, DynInst finds 36% more CFGs for cBench, and 21% more for Spec Cpu2017. Finally, CFGGrind is 7x faster than DCFG, and 1.30x faster than bfTrace.

 

Comissão Examinadora:

Prof. Fernando Magno Quintão Pereira - Orientador (DCC - UFMG)

Prof. Leonardo Barbosa e Oliveira (DCC - UFMG)

Prof. Marcos Augusto Menezes Vieira (DCC - UFMG)

Prof. Guido Costa Souza de Araújo (IC - UNICAMP)

Prof. José Nelson Amaral (DSC - University of Alberta)

 

19 de Novembro de 2019

13:00h

 

Sala 2077 do ICEX

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

Na constelação de Ofiúco, distante cerca de 600 anos-luz da Terra, duas estrelas jovens de massa equivalente à do Sol alimentam-se de uma rede de filamentos de gás e poeira interestelar envolta por um disco maior na forma de uma espiral. De longe, essa figura lembra um pretzel, tipo de pão bastante popular nos países de origem germânica. A imagem desse sistema estelar foi possível graças a uma observação em alta resolução realizada por um grupo internacional de pesquisadores, entre eles os astrofísicos brasileiros Felipe de Oliveira Alves, que faz estágio de pós-doutorado no Centro de Estudos Astronômicos do Instituto Max Planck para Física Extraterrestre, em Munique, na Alemanha, e Gabriel Armando Franco, do Departamento de Física do Instituto de Ciências

Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Um artigo publicado em outubro na revista Science traz detalhes desse flagra cósmico.

 

Pesquisadores de outros grupos já haviam obtido um esboço das estruturas em torno das duas estrelas recém-nascidas a partir de informações fornecidas pelo radiotelescópio Submillimeter Array (SMA), no Havaí. Desta vez, no entanto, a equipe coordenada por Alves usou a rede de radiotelescópios do Atacama Large Millimeter/Submillimeter Array (Alma), em San Pedro de Atacama, no Chile, um dos maiores sítios de observação astronômica do mundo. As imagens obtidas pelo Alma são muito mais nítidas que as feitas pelo SMA e permitiram aos pesquisadores analisar os pormenores de toda a estrutura do sistema, batizado de [BHB2007] 11, inclusive sua intrincada rede de filamentos de gás e

poeira que parecem dançar em torno dos dois pontos brilhantes. “Essa é a primeira vez que astrofísicos conseguem obter uma imagem tão nítida de um sistema de protoestrelas binárias em seus estágios iniciais de formação”, destaca Franco. 

 

Com base nas observações, os pesquisadores calculam que as duas estrelas estão separadas uma da outra por uma distância 28 vezes maior do que a da Terra em relação ao Sol, que é de aproximadamente 149,6 milhões de quilômetros. Também estimam que elas tenham nascido há cerca de 200 mil anos, a partir do colapso de uma nuvem molecular, também conhecida como nebulosa escura. 

 

Essas regiões da Via Láctea apresentam grandes concentrações de gás e poeira interestelar. São tão densas que são capazes de obscurecer a luz das estrelas situadas atrás delas. As nebulosas são também extremamente frias, com temperaturas de até -250 graus Celsius, próximas ao zero absoluto. Essas condições favorecem a aglomeração de gases. Quando a densidade atinge um valor limite, essas nuvens colapsam sob a ação de sua própria força gravitacional e se despedaçam em fragmentos menores que dão origem

às protoestrelas. “É por isso que as nebulosas escuras passaram a ser conhecidas como berçários de estrelas entre astrônomos e astrofísicos”, conta Franco.

 

 

As duas protoestrelas estão situadas em um pequeno aglomerado estelar em uma

nebulosa escura chamada Barnard 59, na extremidade de uma nuvem de poeira

interestelar mais densa e maior chamada Nebulosa do Cachimbo — assim batizada por conta de seu formato. Cada estrela tem seu próprio disco circunstelar, ambos compostos de poeira e gás. “O tamanho de cada um desses discos é semelhante à distância do Sol em relação ao cinturão de asteroides, localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter”, explica Alves, principal autor do estudo. “Ambos estão cercados por um disco maior, quase circular, de massa equivalente a 80 vezes à de Júpiter.” Na imagem divulgada, os filamentos estão entrelaçados e é possível identificar dois deles. Não é possível ver o disco

maior.

 

Segundo os pesquisadores, as duas protoestrelas provavelmente se alimentam do material contido no disco maior por meio de um mecanismo dividido em duas etapas. Em um primeiro momento, a massa do disco maior é transferida para o menor, que, em seguida, é absorvido pelas jovens estrelas. “Há uma hierarquia no modo como elas se alimentam e ganham massa”, diz Alves.

 

 

Ele explica que, à medida que o material desses anéis cai no centro das protoestrelas, elas se tornam maiores. Isso ocorre porque o gás sugado por elas se contrai, convertendo energia cinética, do movimento, em calor. Esse processo faz com que tanto sua pressão quanto sua temperatura aumentem. Ao atingirem alguns milhares de graus de temperatura, daqui a estimados 12 milhões de anos, as protoestrelas vão se tornar uma fonte de radiação infravermelha e se transformar em uma estrela como o Sol.

 

Segundo Franco, as duas protoestrelas binárias têm massas parecidas, mas uma possivelmente é menor que a outra. “Ela parece se alimentar mais do material contido no seu disco e ganhar massa mais rápido que a estrela maior”, comenta ele. Apesar dessa ligeira irregularidade, as observações indicam que todo o sistema tende a se autorregular para que as duas protoestrelas mantenham massas mais ou menos equivalentes e se desenvolvam de modo homogêneo. “Esses dados nos ajudam a compreender melhor como se dá a formação desses sistemas nascentes compostos por duas estrelas”, afirma Alves.

Publicado em: Teses
Avalie este item
(0 votos)

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação tem a satisfação de convidá-lo para a Defesa de Dissertação:

 

Mapping the Unseen: Exploiting Super-Resolution for Semantic Segmentation in Low-Resolution Images

Matheus Barros Pereira

 

Imagens de sensoriamento remoto de baixa resolução são facilmente encontradas em repositórios públicos e são usadas em diversos estudos. Porém o uso de dados de baixa resolução para criação automática de mapas temáticos é restrito, pois a maioria das abordagens para segmentação semântica são adequadas apenas para dados subdecimais. Neste trabalho, foi desenvolvido um arcabouço cujo objetivo é avaliar a efetividade de super-resolução na segmentação semântica de imagens de sensoriamento remoto de baixa resolução. Foram executados experimentos em dados de natureza distinta, visando avaliar a super-resolução em diferentes níveis de degradação, comparando-a com interpolação bicúbica. Os resultados mostram que super-resolução não apenas é melhor, como também alcança resultados de segmentação semântica comparáveis a dados de alta resolução. O uso de super-resolução provou ser mais efetivo do que a aplicação direta de imagens de baixa resolução, especialmente para altos fatores de degradação.

 

Comissão Examinadora:

Prof. Jefersson Alex dos Santos - Orientador (DCC - UFMG)

Prof. George Luiz Medeiros Teodoro (DCC - UFMG)

Prof. André Vital Saúde (DCC - UFLA)

Prof. Wesley Nunes Gonçalves (FAENG - UFMS)

 

11 de Novembro de 2019

09:00h

 

Sala 2077 do ICEX

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

Para celebrar os 20 anos do Curso de Matemática Computacional da UFMG (1999-2019) realizaremos um evento concentrado em um dia de atividades. Nesse dia teremos um encontro entre alunos e ex-alunos do Curso, juntamente com docentes e representantes de empresas privadas interessadas no perfil do Matemático Computacional. Além disso, deixamos aberto o espaço para que qualquer participante envie e apresente seu pôster reportando pesquisa ou outras atividades.

Confira a programação:

Abertura

9h15min (Auditório B306 do CAD3)

Apresentação do evento e breve histórico do curso, tanto pelo ponto de vista dos coordenados quanto do centro de estudos.

Palestra com Carlos Antonio de Moura

10h (Auditório B306 do CAD3)

Convidamos o Professor Carlos Antônio de Moura (ver Lattes) para apresentar a palestra de abertura do evento Matcomp 20 anos. O Professor Moura tem PhD. em Matemática Aplicada (New York University - Courant Institute), Mestrado em Matemática pelo IMPA e bacharelado em Matemática pela UnB. É Pesquisador Titular aposentado do LNCC (Laboratório Nacional de Computação Científica) - instituição da qual foi um dos fundadores -, Professor Titular aposentado no Instituto de Matemática e Estatística da UERJ, e foi presidente da SBMAC (Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional). Atualmente é Pesquisador Colaborador dos Programas de Pós-graduação em Ciências Computacionais e em Engenharia Mecânica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Título: E a nave segue... Mas, chega? Angústias do "pare-ou-siga" nos algoritmos computacionais numéricos.

Resumo: Discussão quase informal sobre os acordos e desacordos entre a aritmética exata (a fantasia contínua da Reta Real) e a aritmética de ponto flutuante (o quotidiano digital da Matemática Discreta).

Coffee Break

10h30min (Auditório B306 do CAD3)

Mesa Redonda: matcomps formados no mundo

10h50min (Auditório B306 do CAD3)

Promoveremos um debate sobre as possíveis carreiras dentro da matemática computacional, os desafios e as perspectivas. Discutiremos também aspectos correlatos, como questões associadas à inclusão e à vida estudantil.

Palestras patrocinadas

14h (Auditório 3 do ICEx)

Palestras com Accenture e Localiza.

Coffee com pôsteres

15h30min (Auditório 3 do ICEx)

Momento para confraternização e divulgação do trabalho realizado pelos inscritos. O objetivo da sessão de pôsteres é permitir que discentes, docentes e funcionários se familiarizarem com o trabalho realizado pelas várias pessoas e entidades envolvidas com o curso. O momento conta também com esquinas temáticas em que grupos de pessoas (professores, alunos e ex-alunos) vão se disponibilizar para conversar com os participantes sobre seus interesses e as possibilidades que o curso e a carreira oferecem.

Atividades Divertidas

16h15min (Auditório 3 do ICEx)

Premiação de discentes, disciplinas, docentes e funcionárias(os) da MatComp (Matemática Computacional).

 

O objetivo do "Oscar MatComp" é criar um momento descontraído e lúdico em que discentes e docentes da MatComp possam reconhecer os(as) colegas por algum destaque positivo para o curso.

Para inscrições e mais informações clique aqui.

Publicado em: Teses
Avalie este item
(0 votos)

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação tem a satisfação de convidá-lo para a Defesa de Dissertação:

 

Extended Pre-Processing Pipeline For Text Classification: On the Role of Meta-Features, Sparsification and Selective Sampling

 Washington Luiz Miranda da Cunha

 

Pipelines for Text Classification are a sequence of tasks needed to be performed to classify documents. The pre-processing phase of these pipelines involve different ways of manipulating the documents for the learning phase. We introduce three new steps into the pre-processing phase: 1. Meta-Features (MF) to reduce the dimensionality of the original term-document (TF-IDF) matrix; 2. Sparsification step to make the MF less dense; 3. Selective Sampling step to select the "best" documents for the learning phase. We show that the proposed extended pre-processing pipeline can improve the effectiveness while reducing the associated costs. Our experiments show that the proposed extended pre-processing pipeline can achieve significant gains in effectiveness (up to 52%) when compared to the TF-IDF, at a much lower cost (up to 9.7x faster in some cases). Another main contribution is a thorough evaluation of the trade-offs associated with the introduction of these new steps into the pipeline.

 

Comissão Examinadora:

 

Prof. Marcos André Gonçalves - Orientador (DCC - UFMG)

Prof. Leonardo Chaves Dutra da Rocha - Coorientador (DCOMP - UFSJ)

Profa. Jussara Marques de Almeida Gonçalves (DCC - UFMG)

Prof. Anisio Mendes Lacerda (DCC - UFMG)

 

8 de Novembro de 2019

13:00h

 

Sala 6321 do ICEX

 

Publicado em: Teses
Avalie este item
(0 votos)

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação tem a satisfação de convidá-lo para a Defesa de Projeto de Tese:

 

From Gates to Circuits: Complementary Photonic Crystal Logic Devices Allowing the Development of Integrated Systems

Luis Eduardo Pedraza Caballero

 

This thesis project proposes a new approach to realize logic systems on photonic crystals (PhC). It consists of projecting logic circuits by connecting two complementary building-blocks: the Switches N and P. With this, the PhC computing paradigm reaches a high abstraction level, switching up from devices to logic circuits. The results show that the projected logic systems using this approach present a minimum clock rate of 20 GHz, an average ON-OFF contrast ratio of 7.18 dB and a clean output signal to represent the logic values 1 and 0. This work also explores how logic gates can be projected by control the light beam interference in PhC. In this case, the results show that the projected devices present a minimum clock rate of 100 GHz, an average ON-OFF contrast ratio of 6.24 dB, and a wide operation bandwidth. As a final consideration, the projected devices have great potential to be microfabricated, low energy dissipation, and high speed of data processing.

 

Comissão Examinadora:

 

Prof. Omar Paranaíba Vilela Neto - Orientador (DCC - UFMG)

Prof. Paulo Sérgio Soares Guimarães - Coorientador (DF - UFMG)

Prof. Luiz Filipe Menezes Vieira (DCC - UFMG)

Prof. Gilberto Medeiros Ribeiro (DCC - UFMG)

Prof. José Augusto Miranda Nacif (DI - UFV)

Profa. Patricia Lustoza de Souza (CETUC - PUC)

 

6 de Novembro de 2019

13:30h

Sala 2077 do ICEX

Sala 2077 do ICEX

 

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 A criptografia estuda a construção de algoritmos matemáticos que codifica dados enviados pelo usuário em algum meio digital de comunicação, a fim de que essas informações só possam ser lidas pelo seu destinatário. É utilizada, por exemplo, com o intuito de evitar roubos de dados ou de senhas em navegadores de internet, sistemas de cartões de crédito, aplicativos de bancos ou de mensagens.

“Embaralhando seu conteúdo, a criptografia reforça a segurança de uma mensagem ou um arquivo contra invasores”, explica o matemático Lucas da Silva Reis, recém-empossado no cargo de professor adjunto no Departamento de Matemática do Instituto de Ciências Exatas da UFMG. “Dessa forma, a decodificação de uma mensagem criptografada requer também uma chave específica, que pode ser formada por um conjunto de polinômios – expressões algébricas compostas de números (coeficientes) e letras (partes literais). Somente o remetente e seu destinatário detêm essa chave”, completa.

Segundo Lucas Reis, a instalação desse “embaralhamento” pode ser executada por meio dos “polinômios de permutação”. Durante seu doutorado em Matemática, ele estudou a existência e a construção de polinômios mais adequados para esse processo. Sua pesquisa, Contemporary topics in finite fields: existence, characterization, construction and enumeration problems, venceu, no último mês de outubro, o Grande Prêmio de Teses da UFMG, no grupo das Ciências Exatas e da Terra e Engenharias. 

O trabalho foi abordado em matéria publicada na edição 2.079 do Boletim UFMG, que circula nesta semana.

Lucas Reis:

Página 4 de 38