ICEx UFMG - Notícias do Icex
Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

Para monitorar as campanhas on-line em 14 capitais brasileiras e rastrear o que as pessoas publicam na internet sobre o processo eleitoral, o departamento a UFMG lançou o Observatório das Eleições de 2012, que pode ser acessado em http://observatorio.inweb.org.br/eleicoes/destaques/. Além de Belo Horizonte, o Observatório está monitorando Belém, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Desenvolvidos sob a coordenação do Departamento de Ciência da Computação da UFMG, o projeto é parceria com os  departamentos de História (que compõem o Centro de Convergência de Novas Mídias) e Ciência Política, representado pelo Grupo de Pesquisa Opinião Pública, Marketing Político e Comportamento Eleitoral da UFMG.
No site é possível filtrar os dados por cidade, partido ou evento. Outra funcionalidade é o acompanhamento em tempo real dos tweets relacionados à disputa eleitoral. Os eventos de campanha (debates televisivos e dias de votação) também serão monitorados pelo Observatório das Eleições de 2012, de modo que será possível acessar, mesmo depois de tais eventos, as postagens feitas no Twitter. Há também links de notícias e dos vídeos postados no YouTube mais compartilhados pelas redes sociais e a “nuvem de tags”, que apresenta as expressões mais utilizadas pelos internautas em suas publicações.
(Grupo de Pesquisa Opinião Pública, Marketing Político e Comportamento Eleitoral).

 


   Wagner Meira é professor do Departamento de Ciência da Computação (DCC) e coordenador do projeto

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

A quarta edição do evento organizado pelo Departamento de Ciência da Computação em parceria com o Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação da UFMG recebe inscrições até o dia seis de fevereiro. O público alvo é composto de estudantes de graduação e mestrado em ciência da computação ou áreas afim.Durante a semana que vai do dia 09 ao dia 13 de fevereiro, ocorreram diversas palestras e mini-cursos que irão abordar tópicos em pesquisa e inovação em Ciência da Computação. Os seminários, ministrados por professores e pesquisadores do DCC, ocorrerão nas dependências do Instituto de Ciências Exatas.Dentro da programação do evento, cursos que visam abordar e problematizar temas que estão no centro das discussões em ciência da computação, tais como: segurança digital, sistemas de recomendação, técnicas de analise de sentimento, computação social, dentre outros. Além disso, a semana contara com um curso de escrita e apresentação de artigos científicos, que pode ajudar bastante na hora de confeccionar e defende o TCC, ou Dissertação.O evento conta com o apoio da Capes e da Sociedade Brasileira de Computação e requer um investimento no valor de cinquenta reais. Outras informações sobre a Escola de Verão em Ciência da Computação e um link para inscrições podem ser encontradas no site: evcomp.dcc.ufmg.br

 

evcomp

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

Poesia e física combinam? Para o professor do ICEx Eduardo de Campos Valadares, não só combinam como se complementam. A tradução da segunda edição do livro “Crepúsculo”, do poeta alemão Stefan George, Editora Iluminuras lançado hoje, dia 4, às 20h30, na Fundação de Educação Artística, Rua Gonçalves Dias, 320  -  Funcionários.
 De acordo com Eduardo Campos, a idéia de usar o conceito de complementariedade na tradução de poesia ocorreu ao tentar traduzir o poeta alemão Stefan George( 1868-1933), o mais importante poeta do simbolismo alemão.“ Me interessei pelo poeta em 1983 quando fazia doutorado no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas no Rio de Janeiro. É um trabalho complexo, fantástico”  Valadares cita Walter Benjamin ao lembra que “ recriar a voz de um poeta em outra língua significa dar nova vida a sua poesia”,
Esta é a segunda edição do livro com 90 poemas musicados por Arnold Schoenberg e seu discípulo Anton Webern. “Desconheço outras traduções abrangentes em nosso idioma”,diz Eduardo Campos. Durante o evento, a cantora mezzo-soprano Luciana Monteiro e a pianista Guida Borghoff apresentarão canções da Opus 15 de Arnold Schönberg baseadas na presente tradução.


Quando: Dia 4, quinta-feira
Onde: Fundação de Educação Artística
Horário: 20h30

 

 Inspirado no conceito de complementaridade da Mecânica Quântica, o Prof. Eduardo Valadares recriou o poema abaixo. Ele também buscou conjugar novas soluções de recriação poética com a fluência e a musicalidade dos versos de Stefan George.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 Nessa sexta feira, 05 de outubro, o Grupo de Astronomia da UFMG (ICEx – Depto. de Física) inaugura equipamentos planetários de tecnologia russa, os primeiros nas Américas, na Escola Estadual Benjamim Guimarães (Rua Itapegipe 622, Bairro Concórdia, B. Hte.), das 09:00 às 17:00h.

”Estaremos estreando uma nova abordagem sobre conjuntos, onde o Sistema Solar encontra correspondência na célula Animal; o Sol, no Núcleo Celular; os planetas, luas  cometas, nas vesículas, mitocôndrias, lisossomas e as Galáxias em nossos próprios corpos”, explica o professor de Física da UFMG e coordenador do Observatório Astronômico Frei Rosário, da UFMG. .

O coordenador explica que os dois planetários que serão montados na quadra de esportes da escola, em um deles, os alunos serão levados a uma viagem pelo interior do Sistema Solar e, no outro, pelo interior de uma célula animal. “A capacidade dos planetários em produzir efeitos tridimensionais é explorada ao máximo nessas apresentações”, explica.

Itinerâncias em escolas públicas, com exibição de planetários, fazem parte do projeto “Observatório em Trânsito”, desenvolvido pelo Grupo de Astronomia da UFMG (ICEx/Física) que conta com a parceria da empresa mineira Hiperlab, responsável por fornecer aparelhos com tecnologia de ponta, para o ensino. Além de Belo Horizonte, já foram beneficiadas dezenas de cidades do interior de Minas como: São João del Rei; Ipatinga; Carmo da Mata; Curvelo; Simonésia;  Bom Sucesso; Lavras;  Patos de Minas; etc.. E também cidades fora de nosso estado, como Manaus; Palmas; Arapiraca e Cabo de Santo Agostinho.


Mais informações: Renato Lãs Casas: 3409-5633

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

Estão abertas até o dia 19 de junho as inscrições para  os exames TOEFL ITP. Servidores e estudantes de graduação e pós-graduação da UFMG, podem participar gratuitamente dos testes aplicados pelo Programa Inglês sem Fronteiras do Governo Federal.

 

O resultado serve como teste de nivelamento e de proficiência para todos os perfis de estudantes contemplados pelo Programa Inglês sem Fronteiras. Ele ainda é aceito por divesas universidades do Brasil e do exterior como atestado de proficiência na língua britânica. Para os servidores, o exame é requisito para a inscrição no curso My English Online (MEO). As aplicações do teste ocorrerão entre fevereiro e junho, em dias pré-determinados de acordo com a infra-estrutura da universidade. Ao acessar o site, o aluno só terá como opção o dia disponível no sistema. Após preenchimento de todas as vagas daquele dia, uma nova data será disponibilizada. Outras informações sobre as inscrições e o exame podem ser encontradas no edital.

 

testeteste

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(1 Voto)

 

verão

 

O imaginário sobre a obra O homem vitruviano, de Leonardo da Vinci, é construído por uma série de mitos matemáticos. Na oficina A matemática e o Homem Vitruviano, o professor Michel Spira, do Departamento de Matemática do Instituto de Ciências Exatas (ICEx), analisa e desconstrói esses mitos utilizando um software de geometria.

O homem vitruviano é um desenho que acompanhava as notas feitas por Leonardo da Vinci por volta de 1490 em um dos seus diários. Trata-se da representação de um homem nu em duas posições sobrepostas com os braços inscritos num círculo e num quadrado. A cabeça é calculada como sendo um oitavo da altura total.

O desenho, que pertence à coleção da Gallerie dell'Accademia, em Veneza, Itália, é inspirado em conceito do arquiteto romano Marcus Vitruvius Pollio, em sua série De Architectura, tratado de arquitetura que, em seu terceiro livro, descreve as proporções do corpo masculino.

“Primeiramente, farei uma apresentação da gravura, explicando-a em seu contexto histórico-cultural. Em seguida, vou abordar o sistema de proporções usado por Leonardo da Vinci. Depois discutiremos os mitos clássicos que a imagem incorpora, como o número de ouro, a razão áurea e a quadratura do círculo”, detalha Spira.

As inscrições para a oficina custam R$ 20 e podem ser feitas até o início da atividade ou até as vagas se esgotarem. As matrículas devem ser efetuadas pelo site da Fundep ou no posto de atendimento da Fundação, localizado na Praça de Serviços do campus Pampulha. Serão emitidos certificados de participação para os alunos matriculados.

A oficina A matemática e o Homem Vitruviano será realizada de 10 a 12 de fevereiro, das 14h às 16h, no miniauditório do Conservatório UFMG, que fica na Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro. A atividade é destinada ao público geral com conhecimento de matemática em nível de ensino médio.

Mais informações podem ser obtidas no site do Festival de Verão.

Oficina: A matemática e o Homem Vitruviano
Professor: Michel Spira
Vagas: 30

Fonte: ufmg.br

 

vinci

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

Os cursos oferecidos pelo professor aposentado do Depto. De Física do ICEx, Aba Israel Cohen Persiano, fazem parte do “Ano Internacional da Luz”, celebrado em 2015. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas em parceria com a UNESCO para comemorar o aniversário redondo de três grandes descobertas fundamentais para o compreensão dos fenômenos da luz: os 200 anos da proposta ondulatória da luz de Fresnel, os 150 anos da proposta de Maxwell, da luz como fenômeno eletromagnético, e os 100 anos da Teoria da

Relatividade Geral, por Einstein, que colocou a luz como objeto de revelação das deformações espaçotemporais do Universo.

Ao todo, o professor irá ofertar três cursos, “Einstein no Terceiro Milênio”, “Teoria da Relatividade Geral” e “Introdução à Astrofísica”, com inicio nos dias 3, 4 e 5 de março, respectivamente. Os cursos, juntamente com os demais eventos que compõe a programação do Ano da Luz, contribuem para uma maior compreensão dos fenômenos relativos à luz e suas implicações para a vida humana.

De acordo com o professor Aba, uma maior conscientização do público geral com relação às questões da luz pode produzir ganhos para a economia, ao meio ambiente, a saúde humana, dentre outros. “A luz compreende todas as ondas eletromagnéticas desde as

Ondas de Rádio até os Raios Gama. Além de iluminar nossas casas, a luz pode ser utilizada como fonte de calor e eletricidade por meio de células fotovoltaicas, contribuindo para a redução do uso das hidroelétricas promovendo a economia de água, a redução da emissão de gases de efeito estufa diminui a contenção de luz infravermelha, que contribui para a redução do calor na terra...”

Mais informações sobre os cursos oferecidos pelo professor Aba Persiano podem ser encontradas no site https://fisicafacil.wordpress.com/

 

fisico ale

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

O professor do depto. de Física do Instituto de Ciências Exatas, Dr. Luiz Orlando Ladeira, foi agraciado com a Menção Honrosa Doutor Clemente Greco Award. O prêmio foi entregue na última quinta-feira, cinco de fevereiro, pelo Sindicato Nacional da Indústria do Cimento, em reconhecimento ao trabalho do professor no desenvolvimento do cimento enriquecido com nanotubos de carbono.

O Físico trabalha desde 2008 com uma equipe composta por engenheiros e cientistas, a fim de promover a síntese direta dos nanotubos em cimento. Até o momento, os resultados se mostram bastante animadores. Com 0,1% de sua composição de nanotubos de carbono, o cimento possui resistência 60% superior a tração comparado ao cimento que não possui a adição do composto. De acordo com o professor, “isso gera uma economia enorme em concreto armado, que é utilizado nas construções para compensar a baixa resistência do cimento comum à tração”.

 

Outro beneficio da utilização do super cimento são construções com durabilidade cinco vezes maior que aquelas que utilizam material comum. “A trinca superficial é o primeiro passo para a degradação de uma estrutura de cimento. Com o aumento da resistência a tração, a fissuração superficial diminui”. Com o fim das trincas superficiais não ocorre a entrada de água na estrutura, o que impede a deterioração. Característica que pode ser bastante aproveitada em construções submersas, como pontes e bases navais necessárias para a extração do petróleo.

 

O cimento acrescido de nanotubos de carbono contribui para a redução da poluição ambiental causada pela indústria do cimento, que libera CO2 na atmosfera durante o processo de descarbonetação do calcário para produzir o clínquer. O cimento produzido pelo professor utiliza menos clínquer e, além disso, ao produzir construções com maior durabilidade, diminuir, em longo prazo, a demanda por cimento.

Ao contrario do que muitos tendem a imaginar, a adição dos nanotubos representa um aumento de apenas 30% no custo do cimento.

 

 

nanoprof

Professor Luiz Orlando Ladeira com a Menção concedida pelo SNIC.

 Imagem de microscopia eletrônica de varredura do super cimento: os nanotubos de carbono entrelaçam as partículas do clínquer de cimento (foto: Luiz O. Ladeira).

 

 

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

 

Durante o ano, 200 alunos de escolas públicas da região metropolitana de Belo Horizonte se dedicam a Matemática por meio do Programa de Iniciação Científica Júnior, PIC-OBMEP, no curso de Matemática do Instituto de Ciências Exatas (ICEx), da UFMG. O projeto existe desde 2005 e já recebeu mais de 600 alunos.
“São os melhores alunos da Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas que participam dessa etapa do programa e recebem a Bolsa de Iniciação Científica Jr. concedida pelo CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico”, informa o professor e coordenador do projeto, Gilcione Nonato Costa.
As atividades do programa consistem de encontros presenciais e da participação em um Fórum Virtual que possibilita o contato, via internet, com estudantes de todo o país que se interessam por Matemática. O objetivo do projeto é despertar nos alunos o gosto pela matemática e ciência em geral, além de motivá-los na escolha profissional pelas carreiras científicas e tecnológicas.
O PIC é desenvolvido em vários pólos distribuídos nas universidades e escolas em todo o país.
A equipe responsável pelo PIC é composta por professores orientadores e monitores que atuam nos pólos, apoiando e orientando os alunos sobre seu desenvolvimento e a participação no programa. No próximo sábado, dia 20 de outubro, acontecerá o encontro presencial no ICEx, onde os alunos terão aulas de diversos tópicos da matemática. Ao todo, são 11 encontros presenciais e está previsto a conclusão do programa em dezembro. Alguns dos alunos que participaram desse projeto já estão cursando o mestrado em Matemática em nosso departamento.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

 

Em solenidade no dia 19 de Outubro, no auditório da Reitoria, foi anunciado o resultado do Prêmio UFMG e o grande Prêmio de Teses da UFMG, para as melhores teses
defendidas em 2011. Diana Quintão Lima de Oliveira, do curso de Química, do ICEx, foi a grande vencedora da noite com o projeto Degradação oxidativa de compostos
orgânicos em meio aquoso por via catalítica heterogênea com magnetita e goethita dopadas com nióbio, sob a orientação do professor José Domingos Fabris e co-
orientação do professor Luiz Carlos Alves de Oliveira.

Daniel Ludovico Guidoni, (Departamento de Ciência da Computação),, Roger William Câmara Silva (Estatística), Luciano de Moura Guimarães (Física) e Luiz Gustavo
de Oliveira Carneiro, ( do curso de Matemática), receberam menção honrosa pelos trabalhos desenvolvidos.

O Grande Prêmio UFMG de Teses 2012 consiste em concessão de medalha e diploma aos autores, que também receberam um laptop oferecido pela Fundação de
Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep). Aos orientadores das teses selecionadas foram concedidos diploma e auxílio financeiro para participação em congresso ou para custeio
de projeto de pesquisa

Página 15 de 34