O REUNI na UFMG é tema de doutorado

 

lourdes

 

Os processos de constituição da docência universitária, no contexto das mudanças ocorridas com a implantação do REUNI nas universidades públicas federais, em especial na UFMG, foi o tema da tese de Maria de Lourdes Coelho, concluída em fevereiro de 2012, na Faculdade de Educação, com orientação da professora Ângela Imaculada Loureiro de Freitas Dalben. Maria de Lourdes é pedagoga e pertence ao quadro de técnico de nível superior dessa universidade, lotada no Departamento de Ciência da Computação do ICEx.

Com a adesão ao REUNI coube a cada instituição apresentar um programa de preparação dos docentes para a expansão e a reestruturação pedagógica, de acordo com as orientações do MEC, explica Maria de Lourdes. A proposta apresentada pela UFMG previu a criação de equipes didáticas constituídas por professores e alunos dos cursos de mestrado e doutorado das diversas áreas de conhecimento, que passaram a receber bolsas CAPES/REUNI, com previsão de oito horas de atividades de ensino na graduação. O novo quadro exigiu a preparação dos participantes dessas equipes e desde 2008, várias ações foram iniciadas neste sentido.

Ao participar das reuniões de planejamento das ações formativas foi que a pedagoga considerou propício o prosseguimento dos seus estudos no Programa de Pós-Graduação em Educação e declarou: “a idéia do projeto de pesquisa começou com a implantação do Reuni, do qual participei da equipe de formação docente, no período de 2008 a 2011, especialmente de duas ações que passaram a ser ofertadas semestralmente, que são o Curso Formação em Docência do Ensino Superior, destinado aos pós-graduandos e o Percurso Formativo, aos professores efetivos”. Ela esclarece que a equipe de formação faz parte do Giz – Rede de Desenvolvimento de Práticas de Ensino Superior, vinculado à Pró-Reitoria de Graduação e suas ações tendem a permanecer, em atenção às necessidades de inovações metodológicas e tecnológicas na prática de ensino na universidade e da efetivação do trabalho em equipe, que integre a pós-graduação à graduação.

Segundo Maria de Lourdes, “a UFMG se encontra no processo de realização da proposta do Reuni, no que se refere à expansão do número de vagas e de cursos, a preparação do corpo docente e a necessidade da ampliação de oportunidades para a formação de professores universitários, que continua em desvantagem, nos programas de pós-graduação, em relação à formação de pesquisadores”.

Última modificação em Segunda, 16 Abril 2012 15:01