ICEx UFMG - Notícias do Icex
Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

Raphael Ottoni e Gabriel Magno, dois dos pesquisadores do DCC envolvidos no estudo

 

Um trio de doutorandos da Ciência da Computação, orientado pelo professor emérito, Virgílio Almeida, ajudou a validar com dados uma percepção geral: a presença do YouTube tem grande relevância no processo político no Brasil. Eles mergulharam em 55 canais brasileiros da plataforma de vídeos, representantes da extrema direita à extrema esquerda, com foco nas eleições para presidente de 2018. O YouTube é a segunda plataforma on-line mais popular no Brasil, com quase 70 milhões de acessos por mês.

Os pesquisadores constataram, por exemplo, que a audiência dos canais de direita aumentou ao longo do período estudado e que os vídeos e comentários dos canais da chamada baseline (de posição neutra, que servem para controle) fizeram, ao longo do tempo, um movimento significativo para a direita. “Como a direita era muito mais ativa no YouTube, teve mais força para angariar novos apoiadores”, comenta Raphael Ottoni, que integrou a equipe do estudo ao lado de Gabriel Magno e Evandro Cunha. Eles estão preparando artigo para submeter a periódicos.

O trabalho do grupo do DCC coincidiu com o interesse dos repórteres Amanda Taub e Max Fisher, do escritório londrino do The New York Times, que produziam série de matérias sobre a influência do YouTube em diferentes países. Eles estiveram em Mianmar, no Sri Lanka, na Alemanha e no Brasil, entre outros, e chegaram ao professor da UFMG  e sua equipe quando tomaram conhecimento de outra pesquisa coordenada por ele, com análise de discurso de ódio e discriminação em vídeos postados na plataforma por grupos de direita nos Estados Unidos e na Inglaterra. O trabalho foi premiado em congresso na Holanda, em 2018. 

Outro estudo do DCC identificou crescimento acentuado nas taxas de engajamento das comunidades da direita norte-americana.

Os dois trabalhos são destacados na principal reportagem da edição 2.070 do Boletim UFMG, que circula nesta semana apenas na versão on-line.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

Na sexta-feira, dia 06 de setembro, o Departamento de Estatística estará recebendo, no Auditório III do ICEx, o cientista de dados, Marcus Watari, e o engenheiro de dados, Daniel Golhiardi, ambos consultores da McKinsey Company. Eles serão responsáveis pela apresentação do seminário para alunos de pós-graduação em Estatística, Química, Física, Ciência da Computação, Matemática e Engenharia Elétrica. Durante o evento serão apresentados casos de como a ciência de dados tem sido aplicada em contextos reais em diferentes indústrias e quais são os desafios e possibilidades de atuação na carreira de um engenheiro e cientista de dados.

Confirme sua presença pelo QR code abaixo ou pelo link: https://diy.esurveydesigns.com/wix/45/p55526804.aspx

 

M2

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

A XI Conferência Nacional sobre Modelagem na Educação Matemática (XI CNMEM) será realizada nas dependências do Instituto de Ciências Exatas (ICEx) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte (MG), no período de 14 a 16 de novembro de 2019. A temática eleita para a décima primeira edição da CNMEM é “Modelagem Matemática na Educação Matemática e a Escola Brasileira: atualidades e perspectivas”.

Atividades de modelagem matemática na educação matemática partem de situações reais, não-matemáticas, e fazem uso de conceitos, teorias e resultados matemáticos para discutir e resolver problemas pertinentes a essa situação real. É uma das tendências atuais da Educação Matemática e tem sido vista por professores da Educação Básica como uma importante alternativa para o ensino de Matemática, já que proporciona grande protagonismo aos estudantes e estimula sua criatividade.

O evento é promovido pelo Grupo de Trabalho “Modelagem Matemática” (GT10) da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM) que congrega professores de Matemática da Educação Básica e do Ensino Superior, pesquisadores e estudantes que investigam sobre e/ou praticam a modelagem na perspectiva da educação matemática. Na programação há palestras, debates temáticos, minicursos, comunicações científicas e relatos de experiências.

A programação e demais informações sobre a XI CNMEM estão disponíveis em seu site: http://eventos.sbem.com.br/index.php/cnmem/2019

E em sua página no Facebook: https://www.facebook.com/XICNMEM/

 

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

Resultado de imagem para enacom

 

 

A Enacom está selecionando alunos de Engenharia de Computação, Estatística ou Ciência da Computação para expandir sua equipe de Ciência dos Dados.

Nenhum conhecimento específico ou experiência prévia é necessária, serão ministrados treinamentos nas tecnologias e frameworks utilizados pela empresa. São exigidos ótima noção de lógica, bom trabalho em equipe e vontade de aprender.

Porém serão considerados diferenciais:

  • Inglês;
  • Phyton;
  • Conhecimentos acadêmicos em Processamento de Dados/Aprendizado de Máquina.

     

Os candidatos selecionados irão trabalhar com:

  • Desenvolvimento em Phyton;
  • Engenharia de Dados;
  • Aprendizado de Máquina.

     

 

Os interessados devem enviar email com assunto “Vaga de estágio - Ciência dos Dados” e o currículo anexado para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

No último dia 12 (segunda-feira), ocorreu, na Universidade Federal de Minas Gerais, o Simpósio de Diplomação dos Membros Afiliados da ABC Regional Minas Gerais & Centro-Oeste 2018-2022 e 2019-2023.

 Na ocasião, foram apresentadas as pesquisas de seis jovens cientistas:

Durante o evento a cientista, Raquel Cardoso foi diplomada membro da Academia Brasileira de Ciências. Ela formou-se bacharel em ciência da computação (2004) e obteve o doutorado em bioinformática (2008) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Fez estágio de pós-doutorado pela Agência da Energia Atômica e Energias Alternativas (CEA) / Genoscope, França (2009).

Hoje atua no desenvolvimento de modelos, algoritmos, visualizações de dados e ferramentas computacionais para Bioinformática e Biologia Computacional. Suas principais áreas de interesse em Bioinformática envolvem problemas relacionados à biologia estrutural, à predição funcional, interações proteína-proteína e proteína-ligantes e o processo de reconhecimento molecular, à previsão do impacto de mutações em proteínas e à engenharia de proteínas. Com relação à Computação, suas pesquisas envolvem principalmente as áreas de mineração de dados, computação evolucionária, grafos e redes complexas e visualização de dados.

 

 

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

Resultado de imagem para IEEE CIS Graduate Student Research Grant LOGO

 

O projeto premiado foi Automated Adaptation of Deep Learning Topologies Applied to Serial Crystallography do doutorando Artur Luis Fernandes de Souza, que é orientado pelo professor Leonardo Barbosa e coorientado pelo professor Luigi Nardi (Stanford University e Lund University).

O prêmio é concedido pela Computational Intelligence Society da IEEE. Entre 3 e 5 alunos são escolhidos internacionalmente cada ano para receber financiamento adicional para conduzir seu projeto de pesquisa em uma instituição do exterior. 

 Artur receberá financiamento para trabalhar em um projeto de pesquisa em Automated Machine Learning (AutoML) na Universidade de Stanford com seu coorientador (Prof. Luigi Nardi). 

 Mais detalhes na página do prêmio: https://cis.ieee.org/professional-development/research-grants

Data da premiação: 

terça-feira, 6 Agosto, 2019

Instituição: 

IEEE Computational Intelligence Society

 

 

 
Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

A diretoria do Instituto de Ciências Exatas da UFMG torna pública a ata referente à eleição de um representante técnico-administrativo para atuar junto à congregação do ICEx. Para acessar o documento clique aqui.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

Detalhe de laboratório de análise de combustíveis, na UFMG

Nesta quinta-feira, 22, a partir das 10h, o auditório nobre do CAD1 recebe uma mesa-redonda sobre o tema CT&I na Universidade pública. O evento vai reunir o professor Ado Jorio, o ex-ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação (2014-2015) e reitor da UFMG na gestão 2010-2014, Clélio Campolina Diniz, e o professor de direito e ex-governador do Ceará e ex-ministro da Fazenda, Ciro Gomes.

Ado Jorio fará a primeira fala da mesa, com o tema Nano e biotecnologia e a UFMG. Em seguida, às 10h30, Clélio Campolina fala sobre a Corrida científica tecnológica e a posição brasileira. Às 11h, Ciro Gomes fará uma comunicação com o tema Universidades públicas e desenvolvimento.

“Vou apresentar um panorama da realidade atual do Brasil no campo da ciência, tecnologia e inovação”, adianta Ado Jorio. Ele informa que pretende falar “sobre a construção de um ecossistema de CT&I” nos últimos anos e sobre “os perigos que estamos vivendo agora".

Clélio Campolina adianta que falará sobre a corrida científica e tecnológica no mundo e seus efeitos na geopolítica mundial. “Essa corrida vem sendo liderada pela Ásia, que tem sido protagonista. Em face disso, vou analisar a reação do ocidente industrializado a essa expansão asiática, da reação americana e europeia a essa perda de poder.”

Clélio também pretende tratar da posição relativa do Brasil nesse cenário. “O Brasil avançou nas últimas décadas, mas agora estamos correndo o risco de perder os avanços que fizemos, especialmente neste momento de aceleração da competição internacional". O ex-ministro de CT&I pretende, ainda, abordar o papel das universidades brasileiras no avanço cientifico e tecnológico do país e sobre os erros da política econômica nacional.

Segundo Ado Jorio, Ciro Gomes deve apresentar uma visão mais macroeconômica da questão. “A ideia, em geral, é que possamos analisar o passado e discutir o presente, para que possamos propor alguma coisa para o futuro”, diz o professor da UFMG. O evento está sendo organizado pelo DA do ICEx.

Os palestrantes

Ado Jorio de Vasconcelos é professor no Departamento de Física da UFMG. Na Universidade, foi Diretor da Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) de 2010 a 2012, chefe do Departamento de Física de 2015 a 2016 e pró-reitor de Pesquisa de 2016 a 2018. Em 2016, ele foi incluído na lista dos Highly Cited Researchers, da Thomson Reuters. Atualmente, trabalha com pesquisa e desenvolvimento de instrumentação científica em óptica para o estudo de nanoestruturas com aplicações em novos materiais e biomedicina.

Ciro Gomes foi professor de direito tributário e direito constitucional no Brasil e atuou como professor visitante na Harvard Law School, com carreira acadêmica paralela à carreira política. Foi prefeito de Fortaleza, governador do Ceará, deputado federal, ministro da Fazenda e ministro da Integração Nacional, além de candidato à presidência da República em diferentes ocasiões. Também atuou em posições de alta gestão no setor privado industrial brasileiro.

 

Clélio Campolina Diniz é engenheiro mecânico e engenheiro de operação, mestre e doutor em ciências econômicas. Foi diretor da Faculdade de Ciências Econômicas (Face), da qual é professor emérito, diretor-presidente do Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BHTEC), reitor da UFMG na gestão 2010-2014 e ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil em 2014. Ocupou cargos na Capes e na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Seus estudos estão concentrados em economia regional, desenvolvimento econômico, economia da tecnologia, economia brasileira e economia de Minas Gerais.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(1 Voto)

Télécom ParisTech 

 

O Grupo ParisTech é constituído por escolas de engenharia francesas de excelência situadas na região parisiense. Este grupo está ofertando vagas de intercâmbio, com possibilidade de bolsas, para estudantes de todos os cursos de graduação da Escola de Engenharia e de todos os cursos de graduação do Instituto de Ciências Exatas da UFMG. O programa de intercâmbio terá início em setembro de 2020 e com duração prevista de um ou dois anos, dependendo da modalidade. Maiores informações sobre as escolas francesas integrantes do programa podem ser obtidas no site: https://studywithus.paristech.fr/en

 

 

Os estudantes poderão se candidatar às vagas de intercâmbio desde que atendam aos seguintes requisitos:

 

i) ter RSG médio maior ou igual a 3,5 para estudantes do Instituto de Ciências Exatas, e 4,0 para estudantes da Escola de Engenharia;

ii) ter integralizado no máximo 70% da carga horária do curso;

iii) ter integralizado até o 1º semestre de 2019 todas a carga horária referente às disciplinas obrigatórias do 1º ao 4o período do curso.

 

 

A seleção será realizada em três etapas:

 

i) pré-seleção de estudantes realizada pelo ICEx e pela Escola de Engenharia;

ii) prova de múltipla escola aplicada na UFMG pelo Grupo ParisTech;

iii) entrevista oral em inglês ou francês realizada na UFMG por professores do Grupo ParisTech.

 

 

Inscrições para a pré-seleção deverão ser feitas acessando o site abaixo a partir do dia 21/08/2019 e até, impreterivelmente, o dia 09/09/2019 às 23h59.

http://bit.ly/ee-icex-ufmg-paristech-2019

 

Maiores informações sobre o processo de seleção poderão ser encontradas no edital de seleção, que está disponível no link acima.

 

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

 

No dia 11 de agosto foi pulicado, no jornal americano The New York Times, um artigo sobre as influências do YouTube no cenário político brasileiro. Para a realização da análise proposta pela matéria foi utilizada uma pesquisa desenvolvida no Departamento de Ciências da Computação do ICEx.

O estudo foi realizado com o objetivo de entender melhor como a plataforma de vídeos online possui influência na realidade de seus usuários.

Para conferir a matéria na íntegra clique aqui.

Página 7 de 35