ICEx UFMG - Notícias do Icex
Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

123

 

O próximo encontro do Ceale Debate, da Faculdade de Educação da UFMG, que será realizado no dia 29 de setembro, às 19h30, no auditório Neidson Rodrigues e contará com a professora Luciana Tenuta. Ela falará sobre as possibilidades de ensino da Matemática por meio de jogos e brincadeiras nos anos iniciais do ensino fundamental.


Ao escolher um jogo ou brincadeira para trabalhar na aula de Matemática, o professor deve saber exatamente quais possibilidades pedagógicas pretende explorar com a atividade. O jogo nas aulas de matemática deve ser portador de situações-problema que levem o aluno a pensar matematicamente. 

Luciana Tenuta é graduada em Matemática pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e mestre em Ensino de Matemática pela PUC Minas. Atuou como professora de Matemática na Educação Básica por 22 anos e como professora no Ensino Superior por 11 anos. Foi supervisora do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) na UFMG entre 2014 e 2015 e, desde 1996, atua como consultora em pesquisas relacionadas à formação de professores junto às redes de educação públicas e privadas.

A participação é gratuita, porém, as vagas são limitadas. A inscrição deve ser efetuada através do link http://bit.ly/cealedebatesetembro.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

santander

 

Estão abertas até a próxima quinta-feira, dia 17 (às 18h), as inscrições de projetos de estudantes, professores, pesquisadores e gestores do ensino superior brasileiro, para a 11ª edição dos Prêmios Santander Universidades.

São oferecidas premiações em quatro modalidades. Com quatro prêmios de R$ 100 mil, Ciência e inovação destacará a área de agronegócios na categoria Biotecnologia.

Na modalidade Empreendedorismo, serão distribuídos cinco prêmios de R$ 100 mil. A novidade é a categoria Soluções em meios de pagamento.

Há, ainda, as modalidades Universidade solidária, que receberá inscrições de projetos de extensão que beneficiam comunidades de baixa renda e Guia do estudante – destaques do ano.

Ao todo, a iniciativa distribuirá, nesta edição, mais de R$ 2 milhões em prêmios e bolsas de estudos internacionais na Babson College, nos Estados Unidos, para alunos e professores vencedores na categoria Empreendedorismo.

Desde a primeira edição, os Prêmios Santander Universidades já distribuíram R$ 9 milhões para mais de 140 projetos, com mais de 66 mil inscritos.

(Agência de Notícias UFMG)

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

mercado em conexão

 

Nos dias 9 e 10 de setembro os profissionais responsáveis pelo processo de recrutamento de grandes empresas do Brasil vêm até a Escola de Engenharia da UFMG. Nesses dois dias, os alunos poderão conversar com seus futuros recrutadores e descobrir como funcionam os processos seletivos e qual o perfil profissional desejado em cada um deles.

 

A ThoughtWorks, Embraer, Anglo American, Itaú, Accenture, Acelormittal e CI&T ministrarão palestras durante o evento. Além dessas apresentações, a Mercado em conexão conta com 24 estandes de organizações empregadoras dispostas à expor seu trabalho e esclarecer dúvidas dos estudantes sobre a atuação e seleção de seus profissionais.

 

Essa é oitava edição da Mercado em Conexão e conta ainda com um banco de dados, onde estudantes de diversas formações acadêmicas podem cadastrar seu currículo para posteriormente serem contactos pelas empresas e convidados a participar dos processos seletivos.

 

A Mercado em Conexão é organizada por seis empresas juniores da UFMG: A Consultoria e Projetos Elétricos Júnior, PJ Consultoria e Assessoria, Minas Jr., Emas Jr. Consultoria, Mult Jr. e UFMG Consultoria Jr.

 

A programação completa da feira e uma guia para cadastrar seu currículo está disponível em mercadoemconexao.com.br/

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

Equipes CTIT

A UFMG foi a grande vencedora do Idea-to-Product Latin America 2015, alcançando os três primeiros lugares da competição. A equipe Energy Rubb conquistou o primeiro lugar geral e vai representar a América Latina no I2P Global, que deverá ser realizado em novembro deste ano.

A competição, criada pela Universidade do Texas (EUA), está em sua oitava edição e envolve planos de comercialização de tecnologias em estágio inicial. O objetivo central é fomentar a cultura do empreendorismo na formação das próximas gerações de pesquisadores. O evento foi realizado nos dias 27, 28 e 29 de agosto, no Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da Fundação Getúlio Vargas (FGVcenn), em São Paulo.

A equipe Lingvo ficou em segundo lugar, e a Agrotech, em terceiro. A Agrotech ficou ainda com o prêmio Grupo Boticário Challenge de Outstanding Presentation. As equipes são formadas por estudantes de diferentes unidades e departamentos.

A Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) da UFMG auxiliou as equipes da Universidade, antes e durante o evento, na logística da viagem e com orientações específicas para competições.

Mais informações sobre o I2P Latin America estão disponíveis no site da competição.

Os vencedores
A Energy Rubb desenvolveu tecnologia dirigida à obtenção de energia elétrica e combustíveis por meio da valorização térmica de rejeitos de plásticos provenientes das indústrias de mineração e automobilística. A equipe foi formada por Mateus de Castro, Arthur da Silva, Igor da Cunha, Fabiano de Paula. Eles foram orientados pelo professor do Departamento de Química do ICEx Rochel Lago.

A tecnologia apresentada pela Lingvo consiste em dispositivo para reabilitação da força e da mobilidade da língua que funciona como um joystick controlado pela própria língua, associando os exercícios fonoaudiológicos a jogos computacionais. A equipe foi formada por Renata Furlan, Mariana Amaral, Matheus Azzi e Guilherme Leal, sob orientação do professor Estevam Barbosa de Las Casas, do Departamento de Engenharia de Estruturas da Escola de Engenharia.

O produto apresentado pela Agrotech, denominado NKeeper, é um aditivo que promove o aumento da disponibilidade de ureia no solo em culturas agrícolas, promovendo maior eficiência da aplicação de fertilizantes. A equipe foi formada por Lívia Horta, Breno Oliveira e Davi Silva, e a orientação foi dos professores Ângelo de Fátima, do Departamento de Química (ICEx), e Luzia Modolo, do Departamento de Botânica (ICB).

De UFMG.br

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

-internet-das-coisas

 

Nomeia-se a internet das coisas como sendo a inter-relação entre dois objetos ou máquinas. A produção dessas “coisas” é implantada pormicro-things. Todavia, existem aplicações nas quais são necessárias a utilização de materiais menores e menos intrusivos. Nesse cenário, nanomateriais, como o grafeno ou metamateriais podem ser usados ​​para produzir essas coisas nano escala, cuja interconexão com a Internet pode levar a um novo paradigma de rede chamada Internet de NanoThings (IoNT).

 

Existem ainda, aplicações ligadas à saúde, em que são necessárias redes compostas de nanomáquinas biológicas. Isso nos leva a ainda um outro paradigma de rede chamada Internet de Bio-NanoThings (IoBNT) que pode proporcionar novas oportunidades para muitas aplicações romance saúde, incluindo sensoriamento multa de doenças e tumores em várias partes do corpo humano, alvo de entrega de drogas e saúde em geral personalizado monitorização.

 

Dentro deste contexto, o professor  Ian Akyildiz, do Broadband Wireless Networking Lab,  School of Electrical and Computer Engineering, Georgia Institute of Technology, “captura o estado da arte em comunicação eletromagnética e molecular entre dispositivos em nanoescala. Uma visão em profundidade é fornecida a partir da perspectiva de comunicação e informação teórica, destacando os grandes desafios da investigação em termos de modelagem do canal, codificação de informações e protocolos para nanonetworks e da Internet de NanoThings e Bio-NanoThings.”

 

A palestra “Internet of Nanothings & Bio-Nanothings" acontece no dia 31 de agosto de 2015, segunda-feira, as 10h, no Auditório III do ICEx.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(1 Voto)

IMG 2308

 

Durante a semana entre os dias 13 e 17 de outubro do ano passado, o estudante de Farmácia Elias Gonzaga Vieira expunha seu trabalho com o Fullerol na Semana do Conhecimento. Todo o esforço do jovem pesquisador na produção e exposição do trabalho acabou por condecorá-lo com o Grande Prêmio Francisco de Assis Magalhães.

 O projeto “Fullerol: processo de síntese (funcionalização) e aplicações” foi desenvolvido dentro do departamento de Física, como resultado de uma parceria entre esse e os departamentos de Química e Ciências Biológicas(ICB) e a Faculdade de Farmácia. Elias era responsável pelo preparo do material, junto com os demais pesquisadores ele participava da interpretação dos resultados e conduzia os experimentos a partir de métodos físicos.

 

Graças ao Ciências Sem Fronteira, o futuro farmacêutico cursa, hoje, parte de sua graduação na The University of Adelaide, na Austrália e afirma que fará jus ao investimento realizado pelo povo brasileiro – “Espero certamente fazer jus à confiança depositada e levar muita tecnologia, inovação e definitivamente contribuir e muito para o crescimento sustentável de nossa sociedade”.

 

Para explicar seu destaque entre os cerca de 6 mil trabalhos expostos, Elias é bastante claro, o segredo é à busca constante pela perfeição –“Quem me conhece bem sabe que eu tenho um carisma e um zelo todo particular quando se trata de ciências, especialmente a Ciências Exatas e Farmacêuticas. Sou exigente no laboratório. Gosto que ao meu lado todos estejam bem vestidos com os equipamentos de proteção pertinentes ao trabalho; que façam as medidas com o maior cuidado e precisão. Que sigam rigorosamente os protocolos. Que tragam todas as possibilidades de melhoras para dado experimento para uma mesa para discutirmos juntos. Sou um dos grandes incentivadores de grupos de discussões.”

 

Para quem deseja ter essa oportunidade de expor um pouco do conhecimento que vem produzindo no âmbito da Universidade, estão abertas até o dia 18 do próximo mês as inscrições para a XVIII Encontro de Extensão. O Evento será celebrado entre os dias 19 e 23 de outubro, durante a Semana do Conhecimento 2015. Nesta, o tema central será a “Luminosidades”, inspiradas no tema da 12ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, “Luz, Ciência e Vida”.

 

Os detalhes sobre o cronograma da Semana e os procedimentos para participação, você obtêm no edital.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

wi-fi

 

Do Jornal Hoje em Dia

Pode não parecer tão importante, mas ter a certeza de que a rede Wi-Fi está protegida é essencial para evitar que terceiros utilizem o sinal sem autorização e até mesmo para manter a segurança do computador, evitando invasões de pessoas mal intencionadas. Para garantir que seu sinal está seguro, confira algumas dicas do professor titutal do curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Wagner Meira Júnior.

 

Como perceber?

 

Segundo Júnior, os primeiros sinais de que o sinal está sendo usado por terceiros é que o comportamento da rede muda. A internet começa a ficar mais lenta ou apresentar falhas, ou endereços de sites digitados começam a ser redirecionados para outras páginas. Outro indício, segundo ele, é perceber que, na interface do roteador há outras máquinas conectadas que não apenas a do proprietário. Este último é mais perceptível para quem tem algum conhecimento na área de tecnologia.

 

Veja se alguém se conectou enquanto você não estava lá

 

Há formas de saber se alguém se conectou ao seu wifi enquanto você não estava em casa. Para isto, você precisa de uma informação do roteador: o endereço IP, uma série de números separados por pontos, de três em três. É possível encontrar este número no manual do roteador ou então no próprio computador. Há vários casos e programas operacionais que são verificados de diferentes formas. 

 

Se você tem um Mac, basta clicar no ícone de wifi e ir até o "abrir centro de redes e recursos compartilhados" no menu, depois ir até "conexão de área local" ou "conexão de rede sem fio". Vá até "detalhes", onde outra janela vai se abrir. O endereço IP identificado como "porta de link predeteminado IPv4" é o endereço IP do seu roteador.

 

Se o seu computador é Windows, vá até a "busca" e digite "ipconfig/all", depois "conexão LAN sem fio" e, por último, "endereço físico". Assim, poderá obter o endereço do roteador. Você precisa colocar este número em seu navegador, desta forma poderá acessar a rede do roteador. Após escrever a senha, você vai descobrir um registro das conexões feitas até este momento na sua rede wifi. 

 

Fique atento à sua senha

 

O acesso à rede deve ser limitado com senha e, de acordo com o professor da UFMG, ela não pode ser óbvia. O ideal é ter uma senha mais complicada e que também não fique pública. O proprietário da rede ainda deve trocá-la periodicamente. “Há casos de pessoas que invadem a rede, descobrem a senha e ainda publicam em blogs. Por isso é importante modificar esses códigos”, disse.

 

Atualizar o software do roteador

 

Da mesma forma que programas do computador são atualizados frequentemente, o do roteador também deve ser. Isso reduz a vulnerabilidade do aparelho, impedindo que pessoas invadam a rede. De acordo com o professor, hackers estão usando a falta de segurança dos roteadores para invadir as redes e roubar dados pessoais e senhas de banco. 

 

E se eu confirmar que meu Wi-Fi foi invadido?

 

Neste caso, o professor recomenda desligar o roteador e, ao religar, trocar a senha imediatamente. “É recomendado também pedir para um profissional de tecnologia da informação avaliar a máquina e ver se nenhum dado foi roubado”, pontua.

 

 
 
Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

foto11

 

As livrarias Copec, Livro Arbítrio e Maxbooks expõe até o dia 08 de outubro, mais de 1.500 obras no primeiro andar do ICEx. Como de costume, para todo inicio de semestre as três livrarias montam seus estandes para negociação no pátio do Instituto para vender seus livros.

 

foto12

Paula Silva Fernandes sempre aproveita a oportunidade. Este semestre, a estudante do sexto período de graduação em Matemática buscava os livros Física 2 e 3, de Halliday e Resnick. Segundo a estudante os textos compões a bibliografia da disciplina Fundamentos de Oscilações Ondas e Ópticas. “Eu gosto de comprar aqui porque sempre há um bom desconto”.

 

foto13

Em média, a economia e de 20% sobre o preço integral das obras. Mas, mesmo com o desconto, expor no ICEx é vantajoso para as livrarias. Segundo Marcelo Tadeu, da Livre Arbítrio, além da grande demanda durante os dias de exposição, a venda ajuda a divulgar os estabelecimentos. A livraria de Marcelo trouxe cerca de 1000 títulos e só na manha desta segunda já havia vendido 9 obras.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

capa

Após quase dois meses de recesso acadêmico, o ICEx-UFMG retoma suas atividades padrões. Para muitos, essa segunda-feira, 24 de agosto, é o início de uma nova fase na jornada acadêmica. Só no ICEx são 200 novos alunos nos cursos de graduação em Ciências da Computação, Física, Matemática, Química e Sistemas da Informação.

Para esses calouros, que agora passam a dedicar grande parte das suas horas livres ao estudo dos algoritmos, códigos de programação e das estruturas dos compostos inorgânicos, o ICEx dispõe de uma série de serviços que podem ajudar muito nessa nova fase.

 

cook

Refeições e Lanches

Para evitar que os estudantes tenham de se deslocar para fora do Instituto durante os intervalos de aula, o ICEx conta com alguns fornecedores de alimentos que podem ser muito úteis quando bater a fome.

Logo no segundo andar do prédio principal há uma cantina da Cook Pontual. Nela são servidos lanches e almoços, das 7h às 21h30 de segunda à sexta-feira durante o período normal de aulas. O salgado simples e o pão de queijo custam, respectivamente, 2,80 e 1,60. O café e o refresco 0,80 e 1,00. O almoço é servido de 11h às 14h, custando 7,50 o prato.

Pra quem quer evitar as filas, ou variar o cardápio pode contar ainda com os sanduíches naturais e tortas do Diretório Acadêmico e com os salgadinhos, chocolates e refrigerantes das máquinas de comida do primeiro andar.

 

computadores

Laboratórios de Computação

Na hora de fazer aquela pesquisa rápida, ou editar um trabalho. Os estudantes podem contar com o apoio de dois laboratórios de informática no primeiro andar. As salas 1006 e 1008, do prédio principal contam com cerca de 20 computadores cada uma para que os alunos possam realizar suas pesquisas.

 

biblio

Bibliotecas

Ao todo são três as instalações dedicadas a realizar o armazenamento dos títulos doICEx. Sendo uma dedicada às obras de Química, a outra às de Física e a terceira composta pelos textos de Matemática, Estatística e Ciência da Computação. Sendo aquela localizada no prédio de Química e esta na sala 4222 do prédio principal. Já a biblioteca que armazena os livros de Física está na sala 3065, também do edifício principal.

Para solicitar o empréstimo de um livro, basta o estudante apresentar sua carteirinha (a mesma utilizada nos Restaurantes Universitários). Ela pode ser confeccionada na Biblioteca Central, ao lado da Praça de Serviços, mediante o pagamento de uma taxa de 1 real.

Para acessar a disponibilidade de livros, teses, dissertações e monografias, bem como suas respectivas localizações, os alunos podem acessar o catálogo online da universidade:
https://catalogobiblioteca.ufmg.br/pergamum/biblioteca/index.php

 

copiadora

Impressão e Cópias

Há ainda no Instituto, um estabelecimento dedicado à impressão, cópia e encadernação de arquivos e trabalhos acadêmicos. Ao lado da sala do Diretório Acadêmico, a empresa LCM realiza as atividades acima. Para imprimir, basta que o estudante leve o arquivo em uma mídia móvel, ou envie para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em: Notícias do Icex
Avalie este item
(0 votos)

A lua não possui luz própria e apenas pode ter sua beleza vislumbrada pelos habitantes da Terra ao ser iluminada pelo sol. Quando o ângulo formado entre os três corpos celestes (Lua, Sol e Terra) é de 90° graus, temos a chamada lua crescente. Nesse momento é possível visualizar apenas metade, da metade do nosso satélite.

Para viabilizar a visualização desse belo momento da natureza, o grupo de Astronomia e a Estação Ecológica da UFMG realizam o Quarta Crescente. O projeto é parte do ano internacional da luz e durante todas as quartas-feiras de lua crescente, até setembro, promoverá a contemplação do espaço e dos astros na estação ecológica da UFMG.

Na ocasião do próximo dia 26, os frequentadores da Estação poderão assistir às 19h a uma palestra com o próprio Las Casas sobre a história dos telescópios. Em seguida, as 20h, os presentes participarão de observações astronômicas da Lua usando vários tipos de telescópios. Simultaneamente a esta, haverá um laboratório interativo sobre as informações dos astros trazidas por feixes de luz.

 

quarta crescente

Página 33 de 34