Professores do DCC são agraciados com a Medalha da Inconfidência

Imagem relacionada

Via Portal da UFMG


A Medalha da Inconfidência, principal honraria do governo de Minas Gerais, foi concedida a 12 professores da UFMG em solenidade realizada neste sábado, 21, em Ouro Preto. A reitora Sandra Goulart Almeida e o professor Virgílio Augusto Fernandes Almeida, do Departamento de Ciência da Computação, foram agraciados com a Grande Medalha.

Com o Grau Inconfidência foram homenageados a pró-reitora de Graduação, Benigna Maria de Oliveira, e os professores José Carlos Serufo, da Faculdade de Medicina, e Adelina Martha dos Reis, do ICB.

Sete outros docentes da instituição receberam a distinção Grau Honra: o professor do DCC e atual pró-reitor de Pesquisa, Mario Montenegro Campos, e os professores André Mendes Moreira, Marcelo Andrade Cattoni de Oliveira e Thomas da Rosa Bustamante, da Faculdade de Direito, Leonardo Avritzer, da Fafich, Berthier Ribeiro-Neto, do DCC, e Marco Aurélio Crocco Afonso, da Face. Berthier e Crocco são, respectivamente, diretor de Engenharia da Google e diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG).

Resultado de imagem para Berthier Ribeiro-Neto 

Resultado de imagem para Mario Montenegro Campos

 

Marielle e Nobel da Paz


A homenagem foi concedida a 170 personalidades e instituições que contribuíram para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil. Entre os agraciados, estava a vereadora do Rio de Janeiro e ativista dos direitos humanos Marielle Franco (in-memoriam), assassinada no mês passado na capital fluminense. A medalha foi entregue à sua companheira Mônica Tereza Benício. O argentino Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio Nobel da Paz de 1980 e ativista dos direitos humanos, também foi homenageado, além de músicos, artesãos, chefs de cozinha, professores e lideranças políticas, entre outros.

Instituída em 1952 pelo então governador Juscelino Kubitschek, a Medalha da Inconfidência tem quatro designações: Grande Colar, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência. Quarenta personalidades foram agraciadas com a Grande Medalha, 58 com a Medalha de Honra e 72 com a Medalha da Inconfidência. A cerimônia foi realizada no Centro de Artes e Convenções da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

O governador Fernando Pimentel foi o orador oficial da cerimônia. Em seu discurso, ele traçou um paralelo entre o momento político atual do Brasil e a história de líderes que, no passado, tornaram-se símbolos da luta pela democracia e garantiram conquistas históricas para os brasileiros. "A batalha do nosso tempo é a mesma dos inconfidentes: a luta do ontem contra o amanhã", sentenciou. “O Brasil viveu a escuridão do arbítrio após o golpe de 64 e caminhou nas trevas durante mais de 20 anos, até reconquistar a democracia. Hoje, essa conquista histórica, que tanto sacrifício custou à nação e à minha geração, está ameaçada pelas violências, perseguições, excessos e abusos de poder”, afirmou Pimentel. 

Sandra Goulart Almeida com a Grande Medalha

Sandra Goulart Almeida com a Grande MedalhaGil Leonardi / Imprensa MG

Com Agência Minas

 

Última modificação em Terça, 24 Abril 2018 17:39