Palestra com o professor Emérito Dr. José Israel Vargas

PALESTRA

DATA: 6/04/2018 - sexta-feira
HORÁRIO: 14:00
LOCAL: Auditório II - Aluísio Pimenta

PALESTRANTE: Dr. José Israel Vargas

Prof. Israel Vargas tem mais de 90 anos, é egresso do ICEx, e professor
Emérito do Departamento de Química, foi Ministro de Ciência e Tecnologia e muito
contribuiu para o desenvolvimento da indústria química no Brasil.


TÍTULO: CIÊNCIA DA INVENÇÃO E DA INOVAÇÃO: UMA MODELAGEM
MATEMÁTICA SIMPLES


RESUMO:

A pedra de toque de toda teoria científica é sua capacidade de prever o futuro. A previsão da própria atividade científica tem sido exercida por historiadores, sociólogos e cientistas sociais e raramente
por cientistas da natureza.

A presente palestra expõe uma modelagem desenvolvida por Cesar Marchetti e colaboradores no IIASA (International Institute for Advanced Applied Systems Analysis, Laxcemburgo, Austria).  Essa modelagem fundamenta-se na matematização do darwinismo apresentada por Vitor Volterra, grande matemático italiano, apresentada na famosa conferência intitulada “La Theorie Mathematique de la Lute pour la Vie”, que descreve a competição de seres vivos em nichos ecológicos.

Desafiado a examinar a possibilidade de previsão da crise energética que assolou a economia mundial nos anos 70-80, do século passado, Marchetti lançou a audaciosa hipótese de que a evolução das cinco formas de energias primárias (madeira e resíduos florestais, carvão mineral, petróleo, gás natural e energia nuclear) que alimentam o mercado mundial (1860–1980), competiriam entre si sucessivamente, como se fossem espécies vivas em um nicho ecológico de dimensão planetária. Demonstrada a robustez e a extrema “rigidez” do sistema, e considerando que energia é a capacidade de produzir trabalho, formulou-se outra hipótese, ainda mais audaciosa, a de todas as ações difundem-se obedecendo as equações de Volterra. Em
particular, para uma única espécie de ação, em dado nicho, a difusão ou progressão da mesma, ocorreria em obediência de solução particular, muito simples, dita LOGISTICA, EPIDEMIOLÓGICA ou MALTHUSIANA, à vista de sua aplicação muito corrente entre epidemiologistas e demógrafos.

A presente palestra apresenta, sucessivamente, exemplos de competições ente variadas tecnologias pesadas, ao longo de séculos, como as de sistemas de transporte, nos Estados Unidos; produção de ouro em Nova Lima; total do consumo de energias primárias no mundo e no Brasil. Mostra-se, é claro, a contribuição de Marchetti e de G. Mensch ao aplicarem o modelo na descrição de 200 anos de invenções e inovações. Mostraremos também aplicações à evolução da alfabetização em alguns países avançados (Inglaterra, Bélgica, Itália e Japão) e em outros países como Argentina, Brasil, Chile
Paraguai e Peru. Mostraremos a aplicação do modelo para outros casos como matriculas universitárias em Minas Gerais e publicações científicas no Brasil. Discutiremos a aplicação do modelo para comparar o desenvolvimento relativo do Brasil, Coréia do Sul, Argentina e México pelo número de anos necessários para completem seus nichos (potenciais) de publicações em Química, Física, Biologia Molecular, Farmacologia e Ciência da Computação.

 

Finalmente, analogamente ao apresentado nas várias publicações de Marchetti, onde descrevera matematicamente o histórico das obras de dezenas de cientistas, escritores e artistas, mostra-se
aqui que a trajetória científica dos grandes químicos Jaques Danon, Otto Gotlieb e Fritz Feigel, bem como a produção literária de Carlos Drummond de Andrade e a pictórica de Candido Portinari são
perfeitamente enquadradas pela presente modelagem.

Finalmente, nota-se que a Modelagem Logística foi aplicada a vários milhares de ações examinadas no IIASA por Cesare Marchetti e colaboradores e na importante obra “Predictions”, de Theodoris
Modis, editada por Simon and Schuster, Nova York (1992).

No Brasil destacam-se particularmente os trabalhos de Carlos Feu Alvim, diretor da revista “Economia e Energia” (RJ), do falecido professor Omar Campos Ferreira e do presente palestrante com seus 5 alunos de iniciação cientifica, todos da UFMG.


 

Última modificação em Quarta, 04 Abril 2018 15:32